As desvantagens de um score de crédito baixo
As desvantagens de um score de crédito baixo

Dica 15 Junho 2020 Por Luma Holanda

As desvantagens de um score de crédito baixo

Estar com o nome negativado e não conseguir empréstimos, financiamentos ou cartão de crédito pode ser uma grande frustração. Mas, e quando o nome está limpo e mesmo assim as instituições financeiras continuam negando crédito? A resposta está no seu score que, por sua vez, pode estar baixo. 

O que é score de crédito? 

O score de crédito é uma pontuação que o seu CPF recebe de acordo com as suas ações e hábitos em relação ao pagamento de contas, principalmente quando se trata de produtos e serviços financeiros. 

Essa pontuação vai de 0 a 1.000 e é capaz de definir a sua imagem como bom ou mau pagador de dívidas, influenciando diretamente na decisão das instituições financeiras de te conceder crédito. 

No seu histórico constam informações, como: se você realiza pagamentos de contas em dia, se costuma atrasar dívidas, se já está ou esteve negativado. A cada vez que acontece um atraso ou alguma situação prejudicial para uma empresa, os seus pontos diminuem. 

O score é registrado e controlado pelos órgãos de proteção ao crédito, que são instituições que possuem banco de dados com informações sobre o comportamento de consumidores no mercado.  Atualmente, os principais órgãos de registro de score são: SPC, Serasa e Boa Vista.

O que é score de crédito baixo?

Em termos práticos, o score de crédito é como se fosse uma nota da sua vida financeira. Quanto menor essa pontuação, menores as chances das empresas concederem crédito para você. 

O score baixo é a pontuação que varia entre 0 e 300. Porém, até 400 pontos as empresas ainda possuem receio na hora de aprovar solicitações. 

  • Pontuação de score abaixo de 300: alto risco de inadimplência; 

  • Pontuação de score entre 301 a 700: médio risco de inadimplência;

  • Pontuação de score acima de 700: baixo risco de inadimplência. 

Como o score baixo pode afetar a minha vida financeira? 

Em primeiro lugar, ter um score baixo impede que as empresas concedam produtos e serviços financeiros, como: cartão de crédito, financiamentos, empréstimos e até conta corrente. Ou seja, as mesmas limitações de quem está negativado. 

Porém, algumas instituições financeiras concedem empréstimo e financiamento mesmo quando o solicitante tem o score baixo. Nestes casos, os juros são muito maiores, pois são calculados de acordo com o risco de inadimplência. 

Com os cartões de crédito é a mesma coisa: mesmo que você tenha a solicitação aprovada, o limite liberado pode ser muito baixo e você pode ter algumas restrições, como o cheque especial. 

Por que o seu score de crédito é baixo? Como aumentar?

Vários fatores podem influenciar na sua pontuação de score, cabe a você descobrir o que está afetando o seu histórico financeiro e então mudar esses hábitos. A seguir, separamos algumas razões que dificultam o aumento do seu score de crédito:

1. Você está negativado 

Estar com o nome negativado é o principal fator que influencia no seu score. Se você estiver nessa situação, dificilmente conseguirá aumentar a pontuação. 

Quanto mais tempo você demorar para resolver essa situação, mais impactos isso terá no seu score. Afinal, as empresas vão receber a informação de que você tem dificuldade em lidar com dívidas.

Portanto, caso exista alguma dívida, busque negociá-la para limpar o seu nome. Vá atrás da empresa que você está inadimplente e proponha um acordo. Você pode pagar à vista ou então parcelar o valor que deve em prestações que cabem no seu bolso. 

Assim que você pagar a sua inadimplência com a empresa, em até cinco dias úteis ela deve comunicar os órgãos de proteção ao crédito e então, limpar o seu nome. 

2. Você não faz movimentações financeiras

Se mesmo ao pagar as contas em dia e estar com o nome limpo o seu score continua baixo, isso quer dizer que você não faz movimentações financeiras suficientes em seu nome. 

Como dissemos, o score é calculado de acordo com os seus hábitos de consumo e pagamentos. Porém, se você não tem contas registradas em seu nome, não faz compras parcelas ou transações bancárias, os órgãos de proteção ao crédito não têm informações suficientes sobre você, o que resulta no score baixo. 

Por isso, busque registrar boletos de cobrança em seu nome, como: água, luz e internet. Outro fator que pode ajudá-lo neste aspecto é criar uma conta corrente ou digital e fazer transferências, pagar boletos no débito automático... Ou seja, movimentar sua conta. 

3. Você atrasa suas contas 

Pagar contas atrasadas também é uma informação que vai direto para o seu registro nos órgãos de proteção ao crédito. É claro que, por imprevisto, atrasar uma conta ou outra não vai influenciar tanto na sua pontuação. O problema é quando isso se torna um hábito.

Sendo assim, planeje-se durante o mês para pagar suas contas em dia. Uma dica eficiente é: coloque todas as suas contas para vencer no mesmo dia.

Dessa forma, você não corre o risco de esquecer ou gastar no começo do mês o dinheiro que iria usar para pagar um boleto no final do mês, por exemplo. 

4. Você faz muitas solicitações de crédito

Após ter uma solicitação de crédito negada, geralmente ouvimos a seguinte frase: "Tente novamente daqui 90 dias". Isso acontece porque toda vez que você tem uma solicitação recusada, a pontuação de score diminui um pouco. 

Essa informação fica no seu histórico por três meses e, se você fizer várias solicitações dentro desse período, as empresas vão continuar a negá-las. 

Portanto, espere que o seu score esteja com uma pontuação média ou boa para pedir algum produto ou serviço novamente. 

5. Você está com os dados desatualizados

Os sites dos órgãos de proteção ao crédito contêm informações sobre você e, para que elas sejam confiáveis, devem estar sempre atualizadas. Se você não atualiza essas informações, o seu score pode consequentemente diminuir.

Para ter uma boa pontuação é preciso ser muito transparente quanto a sua situação. Sendo assim, sempre atualize seus dados pessoais, telefones e endereço. Quanto mais informações a empresa tiver de você, melhores as chances de ter crédito aceito. 

Considerações finais

Agora que você sabe o quanto o score de crédito baixo pode influenciar na sua vida financeira, que tal começar a mudar maus hábitos de consumo e pagamento no seu dia a dia? 

Com um bom planejamento financeiro você tem mais controle das suas finanças e consegue viver de forma mais saudável, melhorando de uma vez por todas a sua relação com o dinheiro.

Conheça a calculadora de financiamento no Comdono e avalie desde já suas possibilidades de aprovação de crédito!

Instagram