Comprar ou alugar: o que vale mais a pena?
Comprar ou alugar: o que vale mais a pena?

Como comprar 22 Novembro 2019 Por Naiara Cavalcanti

Comprar ou alugar: o que vale mais a pena?

A conquista da casa própria está no radar de quase todo brasileiro como uma das nossas maiores metas. Pela complexidade da compra, costuma ser um dos itens mais caros que adquirimos em toda a vida. Cada pessoa vai ter uma experiência diferente, porque cada objetivo depende do seu perfil. Recém-casados provavelmente terão um objetivo de moradia com base em um espaço para o começo de suas vidas juntos, já uma família com filhos terá um objetivo diferente, buscando um espaço que acomode confortavelmente a todos. E cada objetivo será contemplado por um tipo de imóvel diferente, seja este uma casa ou um apartamento.

Se você é do time que gosta de colocar tudo na ponta do lápis antes de tomar uma decisão importante como essa, preste atenção nas principais dúvidas das pessoas quando estão tentando escolher entre comprar ou alugar um imóvel.

Foto de pai, mãe e dois filhos pequenos, todos sorrindo enquanto fazem pose para uma selfie
O tamanho da família faz toda diferença para o imóvel que você vai escolher

Qual é o seu objetivo?

Comece traçando o seu perfil de consumidor. Você gosta de ter tudo planejado? Você tem claro na mente onde quer estar nos próximos cinco ou dez anos? Se sim, é bem possível que você seja o tipo de pessoa que pensa em comprar um imóvel. Agora se você está em uma fase de vida mais incerta, ainda não sabe ao certo o que quer fazer ou onde quer estar, o aluguel é uma boa opção para dar uma pausa até se decidir melhor.

A aquisição de imóvel é um passo importante e significativo e que por isso precisa ser pensado com cuidado e atenção. Trata-se de um investimento de longo prazo e muito planejamento financeiro, então estude bem suas opções antes de tomar essa grande decisão.

Foto de vários posts-its coloridos em cima de uma mesa, representando um planejamento
Planeje suas principais metas e objetivos antes de decidir pela compra ou pelo aluguel

É melhor comprar à vista?

Mesmo que você já tenha juntado a quantia necessária para comprar seu imóvel próprio à vista, nem sempre essa pode ser a melhor opção. Com a baixa dos juros, fica mais difícil obter bons lucros em investimentos de renda fixa, por isso, é preciso fazer comparações. Para descobrir a taxa de aluguel, divida o valor do aluguel pelo valor do imóvel. Compare essa taxa mensal com taxas mensais de investimentos mais conservadores, como o Tesouro Direto ou os CDBs.

Se a taxa de aluguel for maior, comprar um imóvel pode ser mais vantajoso para o seu caso. Na prática, isso significa que se você aplicasse uma determinada quantia nesses tipos de investimento, não obteria mensalmente o valor necessário para o pagamento do aluguel. Em outros cenários, com a Selic em alta, era possível adquirir lucros vantajosos com a renda fixa, sendo possível em uma simulação como essa, pagar o aluguel e ainda obter um dinheiro extra.

Foto de um homem e uma mulher sentados em uma mesa de madeira fazendo várias contas
Faça sempre contas e comparações para saber se comprar à vista é a melhor opção

Qual é o melhor financiamento?

Que os financiamentos imobiliários são compromissos de longo prazo todo mundo já sabe, mas não é por isso que você deve fugir deles a todo custo se você realmente tem o sonho de adquirir sua casa própria. O importante nesse caso é analisar todas as modalidades existentes e ver qual delas se adequa melhor às suas necessidades.

No Brasil, são duas as principais modalidades: a mais tradicional tem suas parcelas reguladas por meio da Taxa Referencial (TR), criada para servir como referência para a taxa de juros no Brasil. A outra possui juros mais baixos, mas regula suas parcelas a partir da inflação, o que pode um tanto arriscado caso ela suba mais do que o esperado. Esse segundo tipo de financiamento imobiliário costuma ser mais indicado para prazos mais curtos de pagamento.

Foto de um computador onde em sua tela está aberta a landing page do site Comdono que fala sobre a oferta de crédito imobiliário
A simulação de financiamento é o primeiro passo para descobrir as melhores condições de cada um

Como escolher o imóvel?

E afinal, qual deve ser o tamanho de um apartamento para uma família? Pode ser frustrante, mas não existe uma resposta exata para a pergunta, por isso, é importante pensar nos seguintes pontos:

  • O tamanho da sua família
  • O estilo de vida da sua família
  • A estrutura do prédio e/ou condomínio

Essas e outras questões, que talvez sejam mais personalizadas de acordo com as suas necessidades, são ponto-chave para começar a entender o tipo de espaço que melhor irá abrigar você e sua família para que possam viver momentos inesquecíveis em seu novo lar.

Montagem com várias casas e moedas em cima delas, mostrando que cada uma tem um preço
Além das necessidades da sua família, entra na escolha também o quanto você pode investir naquele momento

Como saber se vou conseguir pagar?

Lembre-se que com a recente queda na taxa Selic, a menor taxa da história, o financiamento imobiliário se tornou ainda mais atrativo, visto que os juros bancários foram também reduzidos. E segundo notícias, a tendência é que a taxa sofra mais uma redução ainda neste ano.

Existem várias calculadoras online onde você pode testar e analisar as condições de financiamento imobiliário oferecidas pelos bancos. Dessa forma, você pode se planejar e fechar negócio apenas quando tiver certeza. Lembre-se de que hoje existem parcelas com valores equivalentes ao de um aluguel, tudo para caber exatamente no seu bolso e não pesar no orçamento.

 Viu só como é fácil? Faça do seu jeito, no seu tempo.

Instagram